Avaliação nutricional: um divisor de águas para a eficiência da Nutrição em hospitais

08/08/2017

Conheça os principais objetivos e critérios da avaliação nutricional e entenda como ela deve ser realizada por profissionais da Nutrição Hospitalar

 

Falar de maneira tão contundente sobre um procedimento nutricional não é nenhum exagero. Realmente a avaliação nutricional será a base para toda a terapia e também fundamental para medir a eficiência das intervenções seguintes na Nutrição Hospitalar. O método dá sequência à triagem nutricional, que já abordamos aqui no Blog.

 

Existem quatro objetivos fundamentais nesse processo:

 

1- Identificar o estado nutricional e a gravidade do prejuízo nutricional

2- Definir as necessidades nutricionais (calóricas, proteicas, hídricas, macro e micronutrientes)

3- Estimular a intervenção nutricional precoce

4- Criar referências ou parâmetros de monitoramento nutricional

 

 

Critérios da avaliação nutricional

 

Não se pode negar a importância da avaliação para a terapia nutricional, relevância essa amplificada para pacientes graves que, como já falamos em edições anteriores, são aqueles que mais ficam desnutridos em hospitais.

 

Segundo os guidelines de 2013 da ASPEN (Sociedade Americana de Nutrição Enteral e Parenteral), os principais critérios de avaliação nutricional são os seguintes:

 

a) Ingestão energética deficitária: procura-se estabelecer o grau de abstinência ou diminuição da ingestão de alimentos por um período. Quanto maiores esses dados, mais graves serão as consequências para o estado nutricional

 

b) Perda de peso recente: avalia-se a mudança de peso de acordo com o tempo e calcula-se o percentual de perda de peso; quanto mais alto o percentual, mais grave é o efeito no estado nutricional (acima de 10% de perda, as consequências são muito significativas).

 

c) Perda de gordura subcutânea: verifica-se a perda de tecido adiposo subcutâneo e sua intensidade em locais como tríceps e bola gordurosa de Bichat; são indicadores importantes para demonstrar a deterioração do estado nutricional

 

d) Perda de tecido muscular: verifica-se a perda e sua intensidade nas têmporas, clavícula, ombros, músculos interósseos, escápula, quadríceps, dentre outros;

 

e) Presença e gravidade do edema: avalia-se a presença e localização do edema, que possuem ligação direta com a desnutrição, principalmente a de origem proteica

 

f) Força do aperto de mão: avalia-se a força do aperto de mão, que, por sua vez, representa a força física do paciente por dinamômetro ou exame físico, com o objetivo de avaliar a perda de força e capacidade funcional.

 

A presença positiva de mais de dois itens desses seis já significa prejuízo ao estado nutricional, e quanto mais intensa for a presença no decorrer do tempo, mais grave a desnutrição do paciente.

 

 

Como aplicar esse conhecimento?

 

O quadro inflamatório do paciente crítico pode agravar ainda mais essa situação e gerar, inclusive, alterações bioquímicas nas taxas de glicemias, creatinina, proteínas, equilíbrio hidroeletrolíticos e outras alterações.

 

Apesar de existirem vários métodos para avaliação nutricional, muitos perdem a precisão e a capacidade preditiva em razão das próprias alterações clínicas do paciente grave. O principal motivo é  que elas não permitem comparações com referências. Alguns exemplos são: as alterações das taxas bioquímicas, alterações de pesos por desidratação ou edemas, alterações de ingestão alimentar, alterações cognitivas e as alterações funcionais de todos os órgãos (todos fruto do impacto agudo da doença).

 

Vários são os métodos para avaliação nutricional. Alguns deles buscam obter dados de ingestão alimentar, perda de peso, alterações de consistência da dieta para a sua aceitação, alterações físicas e de força do paciente, alterações bioquímicas, consequências da idade, consequências do estado inflamatório, etc. Porém, não existe um método “padrão ouro” para esse procedimento. A deficiência dos sistemas será muito compensada pela habilidade do avaliador nutricionista que, dependendo do seu grau de especialização e experiência, irá escolher o melhor método para o paciente. Assim, obterá maior precisão nessa etapa tão importante para a Nutrição Hospitalar.

 

E somente através do estudo e especialização na área é possível se aprofundar em todos os métodos de avaliação nutricional, considerando as suas virtudes e limitações para criar uma visão 360° do tema e realizar com eficiência o procedimento.

 

 

 

Augusto Gonzalez Martinez

Graduado em Nutrição pela universidade federal de viçosa UFV | Especialista em Nutrição Clinica pela Universidade São Camilo | Experiência de gerenciamentos de serviços de alimentação e nutrição hospitalar | Capacidade para estruturar SND de hospitais para atender as exigências de órgão acreditadores de excelência e qualidades | Habilidades para orientar protocolos de assistência nutricional de acesso a dietas oral , enteral e parenteral | Conhecimentos para orientar sistema de monitoramentos para eficácia de assistência nutricional hospitalar e de home card | Experiência em docência para estruturar e ministrar cursos e matérias de cursos de graduação e pós - graduação em serviços de alimentação e Nutrição clinica.

 

 

Você pode se interessar por

Categorias: Augusto Gonzalez, Avaliação Nutricional, hospital, nutrição, Nutrição Hospitalar, saúde, Terapia Nutricional, uti


Assine nossos posts
Receba por email

Últimos posts

O imaginário infantil e suas implicações para a formação do caráter

18/08/2017

Entenda como o imaginário infantil funciona e aprenda a desenvolver a integridade da criança nessa importante fase do crescimento  …

Quantas séries por semana geram o máximo de hipertrofia e força muscular?

17/08/2017

Descubra como prescrever “séries por grupo muscular por semana” a partir dos resultados de estudos científicos sobre hipertrofia e força…

Workshop de lançamento: Pós-graduação em Fitness, Performance e Saúde

16/08/2017

Participe deste grande evento fitness sobre treinamento de força e hipertrofia com o Prof. PhD. Alex Souto Maior   A…

TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade): possibilidades ao alcance de todos – parte 1

15/08/2017

Conheça os sintomas, comportamentos e necessidades dos portadores de TDAH e como podem ser identificados pelos profissionais e família  …

Estratégias nutricionais aplicadas à hipertrofia e emagrecimento – com Marcelo Carvalho

11/08/2017

Estão abertas as inscrições para o evento exclusivo da Fibratech College com palestra do nutricionista Marcelo Carvalho sobre manobras dietéticas…

[Meu caminho até aqui] Conheça a história de Santiago Paes na Educação Física

11/08/2017

Promover saúde na vida de muitas pessoas foi o objetivo que levou à superação e ao sucesso na carreira de…

Altas habilidades e inteligências múltiplas: será que todos os alunos são gênios?

11/08/2017

Entenda o conceito de altas habilidades na Educação e como o profissional da área pode corresponder às necessidades desses alunos…

3 estudos científicos de 2017 que vão mudar a sua prescrição de treinamentos

10/08/2017

Conheça os estudos científicos mais recentes e relevantes na Educação Física e o que eles dizem sobre a prescrição de…

[Meu caminho até aqui] A história de Raphael Soares na Educação Física

04/08/2017

A busca por conhecimento e a paixão pelo atendimento aos Grupos Especiais marcaram a carreira de Raphael Soares, que conta…

Qual a diferença entre um treino para força e um treino para hipertrofia?

03/08/2017

Descubra os resultados encontrados pela ciência atual para cada tipo de treino e como deve ser a prescrição de exercícios…

Por que a personalização do exercício é tão importante na Educação Física?

01/08/2017

Entenda a relevância do atendimento individual para a saúde e conheça o mercado envolvido na personalização do exercício físico  …

Por que podemos dizer que todo exercício físico é aeróbio?

27/07/2017

Entenda como funciona o metabolismo aeróbio em situações de repouso e de exercício físico e a importância do oxigênio para…

Neurociência da Aprendizagem: um caminho eficiente para a melhoria do ensino

25/07/2017

  Conheça o estado atual do ensino dos diferentes saberes e como aumentar o desempenho dos alunos através da Neurociência…

Temais mais lidos