Biodiversidade e Nutrição: descobrindo as PANC

Conheça fontes de pesquisa da biodiversidade para nutricionistas e gastrônomos

Quem é da área de Nutrição e Gastronomia já deve estar um pouco familiarizado com a união entre biodiversidade e nutrição, especialmente através do uso das PANC (Plantas Alimentícias Não Convencionais). Mas existe ainda muita dúvida sobre o tema.

Isso é algo que pude constatar por experiência, pois sou gastrônoma e idealizadora do EidQui, Escolha Inteligente do Quintal, um projeto que visa difundir o conhecimento das PANC.

Muitas dessas plantas são nativas e desconhecidas, isto é, fazem parte da nossa biodiversidade e possuem altíssimos valores nutricionais, sendo uma excelente alternativa de suplemento alimentar natural e muitas  vezes  orgânico. Portanto, nos dão a possibilidade de sair dessa monotonia alimentar que vivemos e também proporcionar essa mudança para clientes e/ou pacientes.

A busca por esse conhecimento, tanto nutricional quanto de identificação das PANC, é complexa, as informações estão dispersas em vários artigos científicos e nem sempre de forma completa. Sabendo disso, separei neste texto fontes e informações importantes para você introduzi-las no seu trabalho, unindo biodiversidade e nutrição.

Onde encontrar informações sobre as PANC?

Meus estudos das PANC começaram em 2011, e foi penoso, me sentia em um ninho de rato. Até agora tive dois momentos de êxtase durante esses anos de pesquisa, o primeiro momento foi em 2014, quando a editora Plantarum lançou o livro “Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC) no Brasil” escrito por Kinupp e Lorenzi. E agora estou vivendo o meu segundo momento de êxtase, que é o lançamento da plataforma SiBBr, Sistema de Informação sobre a Biodiversidade Brasileira.

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações teve uma inciativa sensacional! Agora pesquisar sobre a biodiversidade brasileira tem endereço virtual. Mas o que é isso? Simples, é uma plataforma on-line que consolida dados sobre a biodiversidade brasileira. O objetivo é apoiar a produção científica.

O Brasil é o país que possui a maior biodiversidade do planeta, mas para entender essa biodiversidade, antes do SiBBr, era necessário percorrer caminhos longos e diversos. Agora fica mais fácil, temos um ponto inicial onde há vários dados consolidados e disponíveis para as mais diversas linhas de pesquisa. Temos que conservar nossa biodiversidade e fazer uso sustentável da mesma, mas sem o conhecimento do que é essa tal de biodiversidade é impossível ter tamanho cuidado. Na minha opinião esse é um papel fundamental dessa plataforma.

Como utilizar a ferramenta Biodiversidade e Nutrição?

Para quem tem interesse em Nutrição e Gastronomia, melhor ainda! Não importa se é por hobby ou por interesse profissional, o SiBBr, disponibiliza uma ferramenta chamada “Biodiversidade & Nutrição” que nos permite conhecer a composição nutricional de espécies nativas da biodiversidade brasileira.

Se você for na lupa dessa ferramenta e digitar “taioba”, vegetal típico da nossa região e considerado PANC no Brasil afora, irá encontrar sua composição nutricional, ou até mesmo a PANC beldroega, Portulacca oleracea, plantinha ruderal encontrada na calçada mais próxima de você, e com alto valor nutricional. Essa ferramenta ainda está sendo alimentada pouco a pouco, mas já há disponível muitas frutas e alguns vegetais, inclusive dados de derivados, como: jabuticaba fruto inteiro, farinha da casca, casca crua, polpa sem casca etc. e o mais sensacional, ainda terá receitas disponíveis com esses ingredientes.

Vale muito a pena dedicar um tempinho para conhecer melhor essa plataforma, principalmente alunos que estão desenvolvendo algum tipo de trabalho de cunho científico no momento.

Lembrando que: se você tem interesse em PANC, não colha sem antes ter certeza que está colhendo a planta certa, e não consuma PANC que estejam em ambientes contaminados.

Autor:

Cristiana Schittini
Gastrônoma

Nutrição e Gastronomia

Compartilhe!

Deixe um comentário

Tem interesse? Clique aqui Insira o seu endereço de e-mail abaixo que entraremos em contato assim que as matrículas forem abertas.
E-mail Não iremos compartilhar o seu endereço de e-mail com ninguém.