Por que podemos dizer que todo exercício físico é aeróbio?

27/07/2017

Entenda como funciona o metabolismo aeróbio em situações de repouso e de exercício físico e a importância do oxigênio para esses dois processos

 

Você já deve estar se perguntando: então todo exercício é aeróbio? Isso significa que a musculação, por exemplo, também está incluída nessa classificação? A resposta é “sim”! Neste texto vamos entender o comportamento do oxigênio em todos os movimentos humanos, tornando essas atividades “aeróbicas”.

 

O metabolismo humano é predominantemente aeróbio, ou seja, dependemos do oxigênio que extraímos do ar que respiramos para sobreviver. Isso porque esse elemento químico é essencial para a oxidação de substratos energéticos, composição bioquímica da água e gás carbônico, duas das principais moléculas geradas a partir de qualquer reação metabólica de transformação energética.

 

Essa é uma das principais adaptações evolutivas que nos permitiram a vida no planeta terra. Somos seres aeróbios e esse condicionante nos permite sobreviver. Em contrapartida, precisamos nos alimentar, pois não produzimos nosso próprio alimento. Diferentemente das plantas que são autótrofas e conseguem  gerar seu próprio sustento, nós humanos heterótrofos não o fazemos. Portanto, está aí a justificativa de que precisamos comer e dependemos do oxigênio para, entre outras reações digestórias e bioquímicas, oxidar os nutrientes advindos da alimentação.

 

 

Exercício físico aeróbio 

 

Como já falamos aqui no Blog, o metabolismo aeróbio e a produção energética são afetados pela inércia ou movimento do indivíduo. Veja a diferença:

 

 

Em repouso:  na ausência de atividade física e maior demanda energética de acionamento metabólico, nossa energia é predominantemente advinda do sistema lipolítico. Nele, nossa reserva de gordura é mobilizada e oxidada para suprir a necessidade de energia para aquele momento.

 

Durante o exercício físico: o aumento da contração muscular dispara sinais que induzem um aumento da necessidade de oxigênio para metabolização e manutenção do nível e acionamento dos sistemas energéticos que suportam as miofibrilas ativadas. Independente da intensidade do exercício físico, seu corpo ainda precisa de oxigênio para desencadear essas reações.

 

 

Embora consigamos em curto espaço de tempo realizar qualquer tipo de atividade física em apneia, ou seja, sem respirar, ainda assim temos uma quantidade de oxigênio presente no sangue e células. Elas que irão manter-se em processamento e garantir a vida e a geração de energia durante o acúmulo de ácido carbônico e lactato (advindo do excesso de gás carbônico, produzido devido  à ausência da extração de oxigênio do ar respirado). No entanto, com o passar do tempo há uma mudança do Ph do sangue e em outros processos que exigem a presença de oxigênio para manter-se ativos.

 

 

Conclusão

 

Existe uma diferenciação da predominância de combustível energético acionado de acordo com a modalidade esportiva ou de exercício físico praticado, seja ele leve, moderado ou vigoroso. Confira, por exemplo, o que falamos sobre os tipos de exercícios aeróbios.

 

Ainda assim, o que garantirá que esses substratos sejam metabolizados, tanto durante o exercício quanto após o mesmo, será a capacidade aeróbia que o ser humano possui.

 

Portanto, de uma maneira geral, podemos afirmar que todo e qualquer tipo de exercício físico será sempre aeróbio e, por conta disso, as adaptações metabólicas subsequentes ao aumento do nível de contração muscular de toda atividade física serão regidas pelo oxigênio. Assim, o ganho de massa muscular, emagrecimento e redução do percentual de gordura sempre dependerão de oxigênio para se desenvolver.

 

Entendeu agora por que toda atividade física ou exercício físico (sim, existe diferença entre os dois termos) são predominantemente aeróbios?

 

 

Referências:

 

Brooks GA. Mammalian fuel utilization during sustained exercise. Comp Biochem Physiol B Biochem Mol Biol. 1998 May;120(1):89-107.

 

Miller BF et al. Lactate and glucose interactions during rest and exercise in men: effect of exogenous lactate infusion. J Physiol 2002 Nov 1; 544(Pt 3): 963–975.

 

Brooks GA. Cell–cell and intracellular lactate shuttles. J Physiol. 2009 Dec 1; 587(Pt 23): 5591–5600.

 

Bertuzzi, R et al. (2013) Energy System Contributions during Incremental Exercise Test. Journal of Sports Science and Medicine 12, 454-460.

 

Paes, Santiago T. et al. Metabolic effects of exercise on childhood obesity: a current view. Revista Paulista de Pediatria. 2015;33(1):122-129.

 

Paes, Santiago T. et al. Childhood obesity: a (re) programming disease? J Dev Orig Health Dis. 2015, 1-6.

 

Paes, Santiago T., Bianchini, Renato M. How to Start an Exercise Program for Obese Individuals and Minimize the Incidence of Orthopedic Problems? J J Obesity. 2015. 1(3): 021.

 

Paes, Santiago T., Bianchini, Renato M. Obesity: How can Interventions Ensure Treatment Success? Int J Endocrinol Metab Disord 2015, 1(4): 15:21.

 

Paes, Santiago T., Bianchini, Renato M. Childhood Obesity: Role of Non-Pharmacological Program of Body Weight Reduction Treatment. J Endocrinol Diabetes Obes 3(3): 1077.

 

Paes, Santiago T. Efeitos do consumo proteico sobre a hipertrofia ocasionada pelo treinamento resistido: Uma visão atual. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, São Paulo. v. 10. n. 55. p.11-23. Jan./Fev. 2016.

 

 

 

Santiago Paes

Graduado em educação física - UFJF | Mestre em educação física - UFJF/UFV | Pós graduado em atividade física na saúde e Reabilitação cardíaca- UFJF | Pós graduado em ciências do treinamento Desportivo - UFJF | Atuação como educador físico no Instituto Mineiro de estudos e pesquisas em nefrologia da UFJF e no centro hiperdia de atenção secundária a saúde | Atuação como professor de educação física na rede Sarah de hospitais de reabilitação unidade Salvador- Bahia | Revisor da revista Paulista de Pediatria e da Internacional Journal of Endocrinology and Metabolic Disorders | Mais de 20 artigos científicos publicados em revistas nacionais e internacionais

Você pode se interessar por

Categorias: educacao fisica, exercicio fisico, metabolismo, Metabolsimo aeróbio, Oxigênio, Santiago Paes


Assine nossos posts
Receba por email

Últimos posts

O imaginário infantil e suas implicações para a formação do caráter

18/08/2017

Entenda como o imaginário infantil funciona e aprenda a desenvolver a integridade da criança nessa importante fase do crescimento  …

Quantas séries por semana geram o máximo de hipertrofia e força muscular?

17/08/2017

Descubra como prescrever “séries por grupo muscular por semana” a partir dos resultados de estudos científicos sobre hipertrofia e força…

Workshop de lançamento: Pós-graduação em Fitness, Performance e Saúde

16/08/2017

Participe deste grande evento fitness sobre treinamento de força e hipertrofia com o Prof. PhD. Alex Souto Maior   A…

TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade): possibilidades ao alcance de todos – parte 1

15/08/2017

Conheça os sintomas, comportamentos e necessidades dos portadores de TDAH e como podem ser identificados pelos profissionais e família  …

Estratégias nutricionais aplicadas à hipertrofia e emagrecimento – com Marcelo Carvalho

11/08/2017

Estão abertas as inscrições para o evento exclusivo da Fibratech College com palestra do nutricionista Marcelo Carvalho sobre manobras dietéticas…

[Meu caminho até aqui] Conheça a história de Santiago Paes na Educação Física

11/08/2017

Promover saúde na vida de muitas pessoas foi o objetivo que levou à superação e ao sucesso na carreira de…

Altas habilidades e inteligências múltiplas: será que todos os alunos são gênios?

11/08/2017

Entenda o conceito de altas habilidades na Educação e como o profissional da área pode corresponder às necessidades desses alunos…

3 estudos científicos de 2017 que vão mudar a sua prescrição de treinamentos

10/08/2017

Conheça os estudos científicos mais recentes e relevantes na Educação Física e o que eles dizem sobre a prescrição de…

Avaliação nutricional: um divisor de águas para a eficiência da Nutrição em hospitais

08/08/2017

Conheça os principais objetivos e critérios da avaliação nutricional e entenda como ela deve ser realizada por profissionais da Nutrição…

[Meu caminho até aqui] A história de Raphael Soares na Educação Física

04/08/2017

A busca por conhecimento e a paixão pelo atendimento aos Grupos Especiais marcaram a carreira de Raphael Soares, que conta…

Qual a diferença entre um treino para força e um treino para hipertrofia?

03/08/2017

Descubra os resultados encontrados pela ciência atual para cada tipo de treino e como deve ser a prescrição de exercícios…

Por que a personalização do exercício é tão importante na Educação Física?

01/08/2017

Entenda a relevância do atendimento individual para a saúde e conheça o mercado envolvido na personalização do exercício físico  …

Neurociência da Aprendizagem: um caminho eficiente para a melhoria do ensino

25/07/2017

  Conheça o estado atual do ensino dos diferentes saberes e como aumentar o desempenho dos alunos através da Neurociência…

Temais mais lidos