3 erros comuns na prescrição de treino para emagrecimento

Evite os principais erros cometidos atualmente na prescrição de treino e desenvolva um treinamento mais eficiente para a perda de peso de seus alunos

 

A prescrição de treino em qualquer área é complexa, e quando falamos em prescrição de treino voltado para o emagrecimento, os educadores físicos são cercados de inúmeros mitos que são propagados por aí. Com isso, cabe ao profissional do Fitness prescrever seu treinamento com base na ciência e deixar de lado os mitos e convenções enraizadas no empirismo.

Mas vamos ao que interessa: 3 erros muito comuns na prescrição de treino para o emagrecimento!

 

1- Focar apenas no aeróbio contínuo de baixa intensidade

 

Quando o assunto é exercício físico e emagrecimento, a primeira ideia que vem na cabeça das pessoas é: tem que fazer aeróbio…e, quase sempre, esse aeróbio é de baixa intensidade. Os estudos mostram que o uso exclusivo do aeróbio de baixa intensidade no emagrecimento é pouco efetivo. Porém, ao utilizar o aeróbio contínuo variando a intensidade dos treinos, aí sim, os resultados se mostram mais expressivos. Outra possibilidade interessante é intercalar treinos aeróbios contínuos com treinos de HIIT (Exercícios Intervalados de Alta Intensidade), pois os estudos mostram que são excelentes protocolos focados em emagrecimento.

Então, você não deve deixar o aeróbio contínuo de lado, mas sim utilizá-lo de maneira correta, o que com certeza irá potencializar os resultados dos seus alunos.

 

1- Não utilizar a musculação

Como disse acima, ao se falar em emagrecimento e exercício, o primeiro pensamento que surge é o aeróbio contínuo. Porém, com a grande propagação dos exercícios HIIT hoje, ao se falar em emagrecimento já surge o dilema: “qual é o melhor? HIIT ou aeróbio contínuo?”. E acabam esquecendo-se da musculação.

Hoje, vemos nos estudos que a musculação tem um papel importantíssimo dentro de um programa de emagrecimento. Além dela proporcionar os mesmos resultados em que os exercícios HIIT e aeróbio contínuo, ainda tem outra vantagem: ela auxilia na preservação da massa muscular.

A imensa maioria das pessoas que querem emagrecer têm o objetivo apenas de perder massa gorda e ninguém quer perder massa muscular. Além disso, em algumas populações, como mulheres e idosos, o processo de ganhar massa muscular é muito custoso, com isso, perdê-la com certeza não é o objetivo.

Então para você que quer que seu aluno tenha os melhores resultados possíveis de emagrecimento, inclua a musculação na rotina dele. Com certeza os resultados serão ainda melhores.

 

3- Utilizar o aeróbio em jejum

Este, assim como o HIIT, está “na moda”. É muito comum ver diversas pessoas logo cedo na academia fazendo o aeróbio em jejum para “secar”. Mas será mesmo que ele é eficaz?

Os estudos mostram que o aeróbio em jejum tem sim uma capacidade de aumentar a queima de gorduras durante o exercício. Opa, então ele funciona? Calma lá… Após o exercício essa queima de gorduras é diminuída.

Então quando se comparou quem fez o exercício após uma refeição e quem fez em jejum, mostrou-se que em jejum a queima de gorduras foi maior. Porém, após o exercício, o grupo que o realizou depois da refeição teve uma taxa de queima de gordura maior. E no final das contas, os resultados foram exatamente os mesmos.

O aeróbio em jejum não potencializa os resultados de emagrecimento. Se seu aluno se sente melhor fazendo o exercício em jejum, tudo bem! Porém, deixe claro que ele não está potencializando os resultados de queima de gordura e emagrecimento!

 

Conclusão

Ao prescrever treino e exercer o seu papel, o profissional deve deixar de lado o empirismo e ir a fundo na ciência, para ter em mãos o que realmente funciona e o que realmente traz resultados. Isso é fundamental para o sucesso da sua carreira.

Bons estudos!

 

Autor:

Vitor Mendonça
Educador físico
Graduado em Educação Física pela UFJF e MBA em gestão de negócios atualmente em curso pela UNINOVE. Sócio Proprietário da Citius.
Compartilhe!
Tem interesse? Clique aqui Insira o seu endereço de e-mail abaixo que entraremos em contato assim que as matrículas forem abertas.
E-mail Não iremos compartilhar o seu endereço de e-mail com ninguém.
  • Certificado