Antioxidantes e o bom funcionamento do organismo

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no twitter
Twitter

Antioxidantes são substâncias que protegem as células contra os efeitos dos radicais livres produzidos pelo organismo.

As espécies reativas de oxigênio são formadas quando uma molécula está com número ímpar de elétrons na última camada, tornando-a instável e fazendo com que reaja, buscando se estabilizar.

Elas são formadas a partir de fatores internos, como inflamação e disfunção mitocondrial, e externos, como poluição do ar e tabagismo, causando a oxidação.

Têm funções fisiológicas importantes como regulação do crescimento celular e defesa contra bactérias.

No entanto, se a formação de espécies reativas de oxigênio ultrapassa a capacidade antioxidante do organismo, ocorre o estresse oxidativo que, somado à inflamação, pode ocasionar diversas doenças crônicas não transmissíveis.

A capacidade antioxidante do organismo provém de substâncias com o poder de inibir ou retardar a oxidação causada por espécies reativas de oxigênio, através da doação de um de seus elétrons para estabilizar essa molécula, até então instável.

Mesmo possuindo capacidade antioxidante endógena, esta não é infalível, principalmente mediante alguns hábitos e estilos de vida.

Por esse motivo, os antioxidantes endógenos devem ser complementados através do consumo dessas substâncias.

Dentre os diversos micronutrientes com ação antioxidante, destacam-se as vitaminas A, E e C e os minerais zinco, manganês, cobre e selênio.

E, apesar de serem antioxidantes não enzimáticos (agem de maneira secundária), são necessários para a formação das enzimas antioxidantes.

Vitaminas E são antioxidantes puras

Antioxidantes vitamina E

Uma das principais funções da vitamina E é justamente sua ação antioxidante, sendo considerada como o mais potente antioxidante biológico entre as vitaminas.

A vitamina E, por ser lipossolúvel, é transportada por lipoproteínas plasmáticas.

Ela é transportada para o interior das membranas e para locais de armazenamento de lipídeos, onde protege os ácidos graxos da oxidação.

Além disso, é um dos antioxidantes mais interessantes contra o envelhecimento da pele causado por radicais livres.

Desse modo, o principal papel biológico da vitamina E é bloquear a sucessão de reações que ocorrem durante o processo de oxidação lipídica.

Além disso, acredita-se ser rara a deficiência de vitamina E em seres humanos, já que ela está muito presente nos alimentos, principalmente nos óleos vegetais.

Algumas fontes de vitamina E: óleos vegetais, óleo de gérmen de trigo, ovos, leite, fígado.

Vitamina C

Vitamina C poderoso antioxidante

Já a principal função da vitamina C é a redução da vitamina E oxidada, a deixando novamente com ação antioxidante.

Suas principais fontes são: acerola, laranja, caju, goiaba, kiwi, limão, morango, brócolis, couve-flor, repolho, entre outras.

Vitamina A

Vitamina A é antioxidante

A vitamina A faz parte do grupo das vitaminas lipossolúveis. Essencial para o ser humano, é encontrada na natureza apenas em alimentos de origem animal.

Nos alimentos de origem vegetal, são encontradas as provitaminas A ou carotenoides, como por exemplo, o betacaroteno, que é amplamente conhecido e estudado em virtude de seu grande potencial antioxidante.

A principal atividade antioxidante dos carotenoides é a redução da oxidação no DNA e lipídios, que está associada as causas de doenças degenerativas, como câncer e doenças cardíacas.

É possível que o beta caroteno tenha também atividade antienvelhecimento.

Através de uma dieta balanceada, diversificada e com alimentos que contenham de médio a alto teor de vitamina A, é possível suprir as necessidades diárias recomendadas de forma satisfatória.

Algumas fontes de vitamina A são: óleo de fígado de bacalhau, fígado de frango, fígado de vaca, fígado de vitela, vegetais de folhas amarelas e verdes, frutas amarelas e vermelhas, cenoura, ovos e produtos de leite integral.

Papel dos antioxidantes: qual a conclusão?

Com a mudança de estilo de vida, como o crescimento da urbanização e a piora de hábitos alimentares, os antioxidantes exercem um papel casa vez mais importante no organismo humano, atuando não somente na prevenção ao envelhecimento, mas também prevenindo diversas doenças.

Você já estudou mais a fundo o papel dos antioxidantes na alimentação e estilo de vida?

Se deseja aprender mais sobre o assunto, o IESPE tem a pós perfeita para você. Clique aqui e saiba mais!

REFERÊNCIAS

Artigo UFN

Ação das vitaminas antioxidantes na prevenção do envelhecimento cutâneo

essentialnutrition.com.br

Avaliação da ingestão de nutrientes antioxidantes pela população brasileira e sua relação com o estado nutricional

 

 

Maria Eduarda Souza

Maria Eduarda Souza

Estudante de Nutrição e Redatora (Instagram @mariaeduardasouza03). Estudante do 9º período de Nutrição pela UFJF. Atualmente trabalha como redatora e produtora de conteúdo para redes sociais de empresas e influenciadores digitais.

Deixe um comentário

Posts relacionados

Turma Indisponível We will inform you when the product arrives in stock. Please leave your valid email address below.