Dia Internacional da Enfermagem: o que é ser um enfermeiro?

Entenda a importância dessa data através do depoimento de profissionais da área

Já disse a pioneira Florence Nightingale que a Enfermagem é uma arte. De fato, contra todas as adversidades, é com muita dedicação e estudo que enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem transformam vidas cuidando da maior obra de arte que é o corpo humano. Para homenagear esses profissionais no Dia Internacional da Enfermagem, o IESPE preparou uma matéria especial sobre essa importante data, o mercado na área e o mais importante: o amor que acompanha a dedicação diária desses profissionais.

Por que hoje é o Dia do Enfermeiro?

O dia 12 de maio tem um significado muito importante na história da enfermagem e é considerado oficial para a homenagem à profissão desde 1965 pelo Conselho Internacional de Enfermeiros. O motivo? Foi nessa data, em 1820, que nasceu a profissional que é provavelmente a mais reconhecida da área, Florence Nightingale. A fama é mais que merecida: considerada a fundadora da enfermagem como conhecemos hoje, foi pioneira no tratamento a feridos de guerra e criadora da primeira escola de enfermagem do mundo, no Hospital St. Thomas, em Londres. Tamanha era sua vigia dos feridos, que passou a ser chamada de “dama da lâmpada”, e por causa desse cuidado constante com os feridos, a enfermeira de origem inglesa se tornou a personificação de tudo o que a enfermagem representa.

“A Enfermagem é uma arte; e para realizá-la como arte, requer uma devoção tão exclusiva, um preparo tão rigoroso, quanto a obra de qualquer pintor ou escultor; pois o que é tratar da tela morta ou do frio mármore comparado ao tratar do corpo vivo, o templo do espírito de Deus? É uma das artes; poder-se-ia dizer, a mais bela das artes!"

Florence Nightingale

No Brasil, a data é ainda mais especial quando unida ao Dia Nacional do Técnico e Auxiliar de Enfermagem (20 de maio), instituída em 2004 pelo Conselho Federal de Enfermagem. As comemorações formam, assim, a “Semana da Enfermagem”, que muitas vezes é estendida por todo o mês em capacitações e eventos nas instituições de ensino da área.

O que é ser enfermeiro?

Na prática, ser enfermeiro é cuidar diretamente de pacientes em diferentes níveis de gravidade e também gerir os procedimentos e equipe responsável. Esse cuidado inclui desde a aplicação de injeções e realização de curativos até funções muito mais complexas no auxílio em cirurgias e atendimento de pacientes graves, por exemplo.

A partir dessa visão geral, a atuação é cheia de especializações que tornam o atendimento muito diverso, como Cuidados Intensivos, Cardiologia e Hemodinâmica, Urgência e Emergência, Obstetrícia, Clínica e Cirurgia, Estomaterapia, Gestão, dentre muitas outras.

Mas para os profissionais e pacientes, a Enfermagem significa muito mais do que isso. Pensando nesse valor que vai além dos procedimentos, o IESPE perguntou para os enfermeiros e estudantes na área: “O que é ser um enfermeiro”?

Confira o que os profissionais têm a dizer sobre a profissão:

Depoimentos de enfermeiros de sucesso

Ninguém melhor do que os próprios enfermeiros e demais profissionais que atuam na área para te contar porque esse trabalho é tão importante. Confira abaixo histórias de sucesso na Enfermagem:

Meu caminho até aqui - Enfermagem - IESPE
Meu caminho até aqui – Enfermagem – IESPE

Qual é o diferencial dos enfermeiros de destaque no mercado?

O mercado da Enfermagem é extremamente amplo, o que muitas vezes faz com que o profissional da área se sinta perdido, sem saber o que é realmente exigido pelas instituições. De acordo com pesquisa encomendada pelo Cofen (Conselho Federal de Enfermagem) em 2015, a grande maioria desses profissionais se destinam para a atuação no setor público: 59,3%, em contraste com 31,8% no privado, 14,6% no filantrópico e 8,2% nas atividades de ensino.

Com o objetivo de contribuir ainda mais para o ingresso nessas instituições que mais recebem enfermeiros, o IESPE fez uma entrevista com hospitais da cidade, reunindo uma série de qualidades e capacidades consideradas essenciais no profissional de sucesso. Confira o resumo abaixo:

Fatores técnicos mais exigidos:

1º: especialização (dentre elas, a pós-graduação em UTI é a mais valorizada)

2º: experiência profissional

Características mais valorizadas no enfermeiro:

  • Gostar muito do trabalho de enfermeiro e de pessoas
  • Iniciativa e proatividade
  • Responsabilidade e ética
  • Atitude e liderança
  • Equilíbrio emocional e relacionamento interpessoal

A boa apresentação do currículo também é muito importante para conseguir um emprego, e o documento deve dar destaque de forma objetiva para as experiências e formações relevantes para a vaga pretendida. Pensando em você, o IESPE já preparou um modelo de currículo seguindo as exigências dos hospitais:

Quer se especializar na área para alcançar um novo patamar na profissão? Então confira os cursos de pós-graduação em Enfermagem do IESPE. A instituição também oferece cursos de extensão e imersão na área.

Compartilhe!

Deixe um comentário

Cart Item Removed. Undo
  • No products in the cart.
Tem interesse? Clique aqui Insira o seu endereço de e-mail abaixo que entraremos em contato assim que as matrículas forem abertas.
E-mail Não iremos compartilhar o seu endereço de e-mail com ninguém.