Mesa Redonda SEPSE: um problema de saúde pública

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no twitter
Twitter

Participe deste evento com profissionais renomados e adquira conhecimentos essenciais para a prevenção e tratamento da sepse

 

Acompanhando o Dia Mundial da Sepse, o IESPE terá em sua sede um evento especial e gratuito. Na noite do dia 13 de setembro o tema será discutido de acordo com o cenário nacional, internacional e os novos guidelines. O objetivo é promover a identificação e tratamento do paciente séptico, assim como a prevenção desse acometimento que já causa mais mortes do que o câncer e o HIV. Por isso, a mesa redonda reúne convidados de prestígio nas áreas da Medicina, Enfermagem e Microbiologia, compartilhando conhecimentos atualizados.

Para participar, basta clicar no botão abaixo e trazer 1 litro de leite para o IESPE (será doado a uma instituição de caridade).
Garanta já a sua inscrição!

 

 

 

Data: 13 de setembro (quarta)

Horário: 19h às 21h

Inscrição: se inscrever no link + 1L de leite

Local: IESPE – Av. Rio Branco, 3.480, 3° andar – Alto dos Passos

Organizador: IESPE – UniRedentor

Contato: (32) 3216-1224

Público Alvo: profissionais e estudantes da área da saúde

 

PROGRAMAÇÃO:

19:00 às 19:15 – Abertura e Vídeo do ILAS – Instituto Latino Americano de SEPSE  e Vídeo de Cenário Atual sobre a SEPSE pelo Dr Marcelo Maia (Rede D’Or  São Luís – Brasília – DF)

19:15 às 19:40 – Resistência microbiana aplicada a SEPSE – Dra. Lucia Cangussu – Microbiologista

19:40 às 20:05 – Atendimento protocolizado ou individualizado na SEPSE? – Marcos Schlinz – Enfermeiro Intensivista

20:05 às 20:40 – SEPSE: cenário atual, nacional e mundial – onde precisamos chegar – Dr. Maycon Rocha Terzella – Médico Intensivista pelo Hospital Albert Einstein

20:40 às 20:55 – Discussão Aberta

20:55 às 21:00 – Encerramento

 

JUSTIFICATIVA:      

Dia 13 de Setembro é o Dia Mundial da SEPSE.

A Sepse é um problema de saúde pública. Pois mata mais que câncer, HIV e outras doenças.

Sepse é uma disfunção orgânica grave, e que se não for reconhecida precocemente e atuar de forma significativa e assertiva nela, há uma probabilidade grande desse paciente ir a óbito devido suas complicações. A SEPSE mata cerca de 50% dos pacientes que têm SEPSE, acabam com desfecho clínico ruim ou morrem.

 

Conheça os profissionais:

Lucia Cangussu
Microbióloga
Possui licenciatura plena em Ciências Biológicas e bacharelado em Microbiologia pela UFMG (1986); mestrado em Solos e Nutrição de Plantas com área de concentração em Microbiologia Agrícola pela Universidade Federal de Lavras (1990); especialização em Parasitologia, Microbiologia e Imunologia pela UFJF (2006). Atua há vários anos como professora de instituições de ensino de nível superior. Atualmente, é professora na Universidade Salgado de Oliveira de Juiz de Fora onde leciona as disciplinas de Microbiologia e de Imunologia para o curso de Enfermagem. É autora do site www.luciacangussu.bio.br de divulgação científica que tem como objetivos divulgar descobertas recentes da microbiologia e de revisar temas relevantes em microbiologia, ambiente e saúde humana. Ao longo de sua carreira esteve sempre engajada em atividades de extensão universitária por acreditar que o conhecimento gerado pela ciência deve ser divulgado e que as descobertas científicas devem contribuir para a melhoria do ambiente e da saúde da população brasileira.
Marcos Paulo Schlinz
Enfermeiro Intensivista Titulado ABENTI
Formado em Enfermagem há 12 anos, sou apaixonado pelo trabalho de enfermeiro intensivista. Foi esse amor que me fez realizar uma especialização em UTI e compartilhar esse conhecimento como Supervisor de Ensino do IESPE/ UniRedentor e Diretor do BLS (Basic Life Support) pela AHA (American Heart Association). Além de atuar desde a formatura como enfermeiro do CTI Geral de Adultos da Santa Casa/JF, uma grande escola profissional e de vida, hoje sou membro da diretoria do Departamento de Enfermagem da AMIB (Associação de Medicina Intensiva Brasileira) e da diretoria da ABENTI (Associação Brasileira de Enfermagem em Terapia Intensiva).
Maycon Rocha Terzella
Médico Intensivista
Médico intensivista pelo instituto de ensino e pesquisa do Hospital Israelita Albert Einstein – SP. Atualmente trabalha no CTI do Hospital Oncológico e no Hospital Geral de Juiz de Fora (HG – Exército).
IESPE

IESPE

Pós e Extensão

Posts relacionados

Turma Indisponível We will inform you when the product arrives in stock. Please leave your valid email address below.