[Live] Febre Amarela

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter

Tópicos do Live sobre Febre Amarela do enfermeiro intensivista Marcos Schlinz e o médico infectologista Guilherme Côrtes Fernandes:

  • Mitos e verdades
  • Panorama regional
  • Precauções e vacinas

Conheça as pós-graduações em Enfermagem e Medicina disponíveis no IESPE.

Conheça os profissionais:

Marcos Paulo Schlinz
Enfermeiro Intensivista Titulado ABENTI/AMIB
Formado em Enfermagem há 13 anos, sou apaixonado pelo trabalho de enfermeiro intensivista. Foi esse amor que me fez realizar uma especialização em UTI e compartilhar esse conhecimento como Supervisor de Ensino do IESPE/ UniRedentor e Diretor do BLS (Basic Life Support) pela AHA (American Heart Association). Além de atuar desde a formatura como enfermeiro do CTI Geral de Adultos da Santa Casa/JF, uma grande escola profissional e de vida, hoje sou membro da diretoria do Departamento de Enfermagem da AMIB (Associação de Medicina Intensiva Brasileira) e da diretoria da ABENTI (Associação Brasileira de Enfermagem em Terapia Intensiva).
Guilherme Côrtes Fernandes
Médico
Possui graduação em Medicina (1997) e Residência Médica em Doenças Infecciosas e Parasitárias (2001) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, Mestrado (2003) e Doutorado (2010) em Saúde Pública pela Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca. Vencedor do Prêmio Capes de Teses 2010 e do AIDS Research Awards for Excellence in HIV/AIDS Submissions, pelo Office of AIDS Research, National Institutes of Health, USA em 2011. Atualmente é Professor de Medicina na Universidade Presidente Antônio Carlos e Coordenador do Centro de Epidemiologia, Estatística e Pesquisa da Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora.

Conheça as pós-graduações em Enfermagem e Medicina disponíveis no IESPE. A instituição também oferece cursos de extensão na área.

IESPE

IESPE

3 comentários em “[Live] Febre Amarela”

  1. Tenho muita dúvida em relação às crianças … Meu filho recebeu a vacina com 01 ano e meio . Agora tem 7 anos … Na época marcaram que deveria receber uma nova dose em 2022 !? Não deveria ter recebido antes? E agora que dizem que só essa foi suficiente ?!? Não sei o que fazer!

    Responder

Deixe um comentário

Posts relacionados